Menu

terça, 26 de setembro de 2017

MPPB investiga possíveis atos de violência obstétrica na maternidade de Patos

13-setembro-2017 Gerais

O Ministério Público Estadual, por meio do Promotor de Justiça Elmar Thiago Pereira de Alencar, instaurou um procedimento preparatório com o objetivo de investigar possíveis atos de violência obstétrica, no âmbito da Maternidade Peregrino Filho, em Patos, particularmente o não cumprimento da lei federal sobre o direito a acompanhante; a não admissão da doula no partos; a não dispensação de alimentação às parturientes no pré-parto; a não separação no pós-operatório das parturientes que perderam o bebê; ao equivocado tratamento do PAI do bebê como visita.

geovannesantos.com.br

Comentários

O utilizador reconhece e aceita que o PATOSMETROPOLE.COM.BR, apesar de atento ao conteúdo editorial deste espaço, não exerce nem pode exercer controle sobre todas as mensagens. O PATOSMETROPOLE não se responsabiliza pelo conteúdo de mensagens publicadas no mural ou comentários de postagens.

Notícias Relacionadas

Patoense sofre sérios problemas após parto ...

Uma jovem patoense de 33 anos está vivend...

Mulher que foi atropelada no último domingo,...

O Sargento Aurélio Gomes, da 4ª Co...

Em menos de um mês, preço do botijão de g...

O Grupo Executivo de Mercado e Preços (Ge...

Funcionários dos Correios vão decidir sobre...

Os funcionários dos Correios da Federa&cc...

Outras categorias