Menu

sexta, 15 de dezembro de 2017

Quase 350 mil estão em dívida com conta de energia na Paraíba

13-outubro-2017 Gerais

Quase 350 mil consumidores na Paraíba estão com as contas de energia em aberto, somando um volume R$ 57,7 milhões em dívidas no mês de setembro. As informações foram divulgadas pela Energisa, concessionária responsável pelo distribuição de eletricidade no estado. Conforme a empresa, os clientes que estão nesta situação já se encontram inscritos em listas de restrição ao crédito e sujeitos à suspensão no abastecimento.

 A Energisa ressalta, ainda, que disponibiliza opções para renegociação e quitação de dívidas. De acordo com a companhia, o cliente deve ir a uma das agências de atendimento ou fazer contato por um dos canais — site, aplicativo Energisa On, redes sociais, call center — e solicitar a negociação. “A resposta é rápida e as condições são adaptáveis ao perfil da dívida. Pelas mídias digitais, o atendimento é ainda mais cômodo, pois o cliente resolve sem sair de casa”, explica o gerente do departamento de Serviços Comerciais Daniel Andrade. Periodicamente, a Energisa também promove em parceria com o Tribunal de Justiça da Paraíba e o Unipê, o programa de conciliação, solução e tratamento do superendividamento, o PróEndividados. Apenas em 2017, o programa atendeu 1,4 mil clientes totalizando 11.523 contas negociadas.

Jornal da Paraiba

 

Comentários

O utilizador reconhece e aceita que o PATOSMETROPOLE.COM.BR, apesar de atento ao conteúdo editorial deste espaço, não exerce nem pode exercer controle sobre todas as mensagens. O PATOSMETROPOLE não se responsabiliza pelo conteúdo de mensagens publicadas no mural ou comentários de postagens.

Notícias Relacionadas

Agentes de Trânsito de Patos denunciam vári...

Em reunião realizada, nesta quarta-feira(...

IBGE: pesquisa revela números da pobreza bra...

Cerca de 50 milhões de brasileiros, o equ...

Após sucesso nas redes sociais, médico sous...

Conhecido pelo seu profissionalismo, o Mé...

Rompimento no sistema adutor provoca falta d...

NOTA CAGEPA A Cagepa, através da Ger&eci...

Outras categorias