Menu

quarta, 18 de julho de 2018

Maltense tem prisão preventiva decretada após morte da filha de 1 anos e 8 meses

07-julho-2017 Malta

Uma mulher, natural de Malta (PB), foi presa na última sexta-feira, 30, Rio de Janeiro, acusada de matar a própria filha de 1 ano e 8 meses.
Cibele Soares foi detida na rodoviária da cidade tentando fugir. Após ser detida, a mulher foi encaminhada para a 167ª Delegacia de Polícia Civil de Paraty, onde prestou depoimento.
De acordo com informações da polícia civil repassadas pelo Conselho Tutelar, a criança deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Paraty, em estado de saúde grave, com suspeita de lesões causadas pela própria mãe. No início da madrugada de sexta, a criança foi transferida para outro hospital de Angra dos Reis em função de complicações no quadro de saúde, onde ela sofreu morte cerebral.
A polícia civil informou, preliminarmente, que a mãe teria empurrado a criança com a intenção de lesioná-la. Com o empurrão, a menina bateu a cabeça e horas depois, entrou em estado de choque, já em risco de morte. Cibele Soares confirmou a versão.
A prisão preventiva da mulher foi decretada pela justiça. O delegado responsável pelo caso, Dr° Uriel Alcântara disse que após a morte encefálica da menina, Cibele foi acusada de lesão corporal seguida de morte. O delegado garantiu que nenhum outro familiar é suspeito de participação no crime.

Patos Verdade

Comentários

O utilizador reconhece e aceita que o PATOSMETROPOLE.COM.BR, apesar de atento ao conteúdo editorial deste espaço, não exerce nem pode exercer controle sobre todas as mensagens. O PATOSMETROPOLE não se responsabiliza pelo conteúdo de mensagens publicadas no mural ou comentários de postagens.

Notícias Relacionadas

Homem mata ex-esposa por não aceitar fim de ...

Patrícia da Silva Assis Ferreira, de 38...

Idoso de Campina Grande que estava desapareci...

Sempre nos deparamos com informaç&otild...

Em Malta, Farmácia é roubada ...

Elementos invadiram a Farmácia Difarma de...

Em Malta, Energisa é condenada a pagar inden...

A empresa Energisa foi condenada em aç&at...

Outras categorias