Menu

sexta, 19 de outubro de 2018

Professora comete suicídio na cidade de Patos

08-novembro-2017 Policial

A Polícia Civil registrou o suicídio de uma professora de 57 anos nesta madrugada de quarta-feira, 08, no Jardim Lacerda, em Patos. Ela morava em João Pessoa e estava na casa de parentes onde o fato aconteceu.
A professora utilizou de uma faca peixeira para tirar a própria vida.
O delegado Edson Pedrosa explicou que foi acionado através do CIOP do 3° BPM de que teria havido um suicídio. Segundo informações repassadas ao delegado, a mulher vinha problemas depressivos, mas, em tratamento há vários anos. Em outras ocasiões, de acordo com o delegado, a mulher já tinha tentado tirar a vida.
 
“A família vinha dando toda assistência levando ela para pilates, fazendo caminhada para ela ocupar a mente, acompanhamento com a psicóloga, mas, infelizmente hoje pela madrugada, ela, utilizando de uma faca peixeira deu um golpe profundo no pescoço e veio a óbito”. Explicou.
Edson Pedrosa explicou ainda que o caso de hoje foi diferenciado, uma vez que a característica é de que a mulher procura um método menos agressivo, como a utilização de comprimidos ou enforcamento. Ele chamou atenção das famílias para com sinais que algum parente venha manifestando. Ele orientou que deve-se observar o comportamento, não deixar a pessoa sozinha, estimular a participação da pessoa juntamente com os demais membros da família, envolve-la com carinho, atividades físicas e o tratamento médico e espiritual.
O corpo da professora foi encontrado dentro do banheiro  da casa.
 
Informações; Airton Alves
Patos Verdade - Acilene Candeia 

Comentários

O utilizador reconhece e aceita que o PATOSMETROPOLE.COM.BR, apesar de atento ao conteúdo editorial deste espaço, não exerce nem pode exercer controle sobre todas as mensagens. O PATOSMETROPOLE não se responsabiliza pelo conteúdo de mensagens publicadas no mural ou comentários de postagens.

Notícias Relacionadas

Jovem é morto com diversos tiros na tarde de...

Por volta das 14h00 desta quinta-feira (18), um ...

Coronel da PM, que já atuou em Patos, usa re...

O ex-comandante do 6º Batalhão de Po...

Depois de 14 meses, corpo de jovem assassinad...

Depois de quatorze meses no Instituto de Medicin...

Outras categorias