Menu

segunda, 23 de abril de 2018

NA MIRA: TRE autoriza abertura de inquérito contra prefeito de Patos

14-abril-2018 Política

O juiz Sérgio Murilo Wanderley Queiroga, do Tribunal Regional Eleitoral, autorizou a abertura de inquérito policial com a finalidade de apurar eventual prática do crime previsto no artigo 299 do Código Eleitoral por parte do prefeito de Patos, Dinaldo Wanderley Filho e de Maria do Carmo Silva.

Em despacho, o magistrado determinou as diligências solicitadas pelo Ministério Público Eleitoral.

O artigo 299 do Código Eleitoral trata da prática de corrupção eleitoral, que prevê pena de reclusão de até quatro anos e pagamento de 5 a 15 dias-multa.

Abaixo o despacho:

PETIÇÃO (1338) – Processo nº 0600038-10.2018.6.15.0000 – Patos – PARAÍBA

RELATOR: SERGIO MURILO WANDERLEY QUEIROGA

REQUERENTE: PROCURADORIA REGIONAL ELEITORAL

REQUERIDO: DINALDO MEDEIROS WANDERLEY FILHO, MARIA DO CARMO SILVA

DESPACHO

Trata-se de requerimento, autuado na Classe PETIÇÃO, formulado pela Procuradoria Regional Eleitoral, de SUPERVISÃO PARA INSTAURAÇÃO DE INVESTIGAÇÃO CRIMINAL, lastreado em notícia de fato, instaurada, inicialmente, na Procuradoria da República no Município de Patos/PB, a partir do encaminhamento, pelo Juízo da 66ª Zona Eleitoral – Piancó/PB, de cópia da audiência de instrução e julgamento e atestado médico vinculados à Ação de Investigação Judicial Eleitoral n.º 390-81.2016.6.15.0066, em que se aponta suposta prática do crime descrito no art. 299 do Código Eleitoral pelo Prefeito do Município de Patos/PB, DINALDO MEDEIROS WANDERLEY FILHO, e pela Sra. MARIA DO CARMO SILVA.

Considerando que DINALDO MEDEIROS WANDERLEY FILHO é Prefeito eleito do Município de Patos, nas Eleições de 2016, detentor, pois, de foro por prerrogativa de função, nos termos do art. 29, inc. X, da Constituição Federal, a instauração de Inquérito Policial para apurar suposto delito praticado pelo referido Agente Político, seja individualmente seja em concurso, na linha da jurisprudência do C. TSE, depende de supervisão deste Regional, Órgão competente para processá-lo e julgá-lo por delitos eleitorais.

Isto posto, defiro o pedido formulado pela Procuradoria Regional Eleitoral para autorizar a instauração de inquérito policial com a finalidade de apurar a eventual prática do crime capitulado no art. 299 do Código Eleitoral por parte do Prefeito do Município de Patos, DINALDO MEDEIROS WANDERLEY FILHO, e por MARIA DO CARMO SILVA, bem ainda determinar as diligências sugeridas ao final da petição de ID 20871.

Publique-se no DJE, dando ciência ao Representante Ministerial na forma legal.

Em seguida, encaminhem-se os autos ao Departamento de Polícia Federal para adoção das medidas necessárias.

SÉRGIO MURILO WANDERLEY QUEIROGA
Juiz Federal – Relator

 

Comentários

O utilizador reconhece e aceita que o PATOSMETROPOLE.COM.BR, apesar de atento ao conteúdo editorial deste espaço, não exerce nem pode exercer controle sobre todas as mensagens. O PATOSMETROPOLE não se responsabiliza pelo conteúdo de mensagens publicadas no mural ou comentários de postagens.

Notícias Relacionadas

Deputado do Sertão faz cirurgia na garganta ...

O deputado estadual Jeová Campos (PSB) su...

Justiça Federal na PB condena onze envolvido...

Onze acusados da “Operação C...

PV empossa novo diretório em evento com Luci...

O Partido Verde (PV) fará uma grande fest...

Em Sousa, Lucélio diz que seu grupo já derr...

O pré-candidato ao governo do estado da...

Outras categorias