Banner Inecardio
alvo da operação

MP investiga esquema de propina que chegava até R$ 100 mil em emissão de alvarás no Corpo de Bombeiros

De acordo com as investigações, os alvos da operação são acusados dos crimes de corrupção passiva, peculado e lavagem de dinheiro, em um esquema de propina que emitia alvarás contra incêndio.

24/08/2019 16h57
Por: Ary Ramalho
Fonte: PB AGORA
54
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O Ministério Público através do seu Núcleo de Controle Externo da Atividade Policial deflagrou hoje (23) uma operação em um prédio do Altiplano Cabo Branco, em João Pessoa. As primeiras informações são de que o alvo seria o apartamento aonde reside um coronel do Corpo de Bombeiros. O coronel do Corpo de Bombeiros, bem como a empresa de engenharia também está sendo alvo da operação.

Agentes estiveram em uma empresa de engenharia no bairros dos Bancários e em um condomínio residencial do Altiplano cumprindo mandados judiciais de busca e apreensão e quebra de sigilo telefônico.

De acordo com as investigações, os alvos da operação são acusados dos crimes de corrupção passiva, peculado e lavagem de dinheiro, em um esquema de propina que emitia alvarás contra incêndio. Os laudos fraudados chegavam a custar entre R$ 100 e R$ 20 mil, dependendo do tamanho do estabelecimento ou do problema identificado.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Anúncio
Netzonesistemas
Blogs e colunas
Banner Camila Feitosa
Últimas notícias
Anúncio
Mais lidas
Anúncio
Anúncio