Banner Inecardio
prestar atendimento

Vereadora Lucinha Peixoto diz que gestão de Ivanes nega atendimento a crianças autistas

a criança não estava sendo atendida “porque tinha um comportamento agressivo

18/09/2019 16h36
Por: Ary Ramalho
Fonte: patosonline
33

Na noite desta terça-feira, 17/09, a presidente da ASPAA (Associação de Pais e Amigos dos Autistas de Patos e Região), Jossely Oliveira, trouxe a público uma denúncia dando conta que o CER, Centro Especializado em Reabilitação, vem negando atendimento a crianças autistas.

A denúncia de Jossely Oliveira ganhou mais notabilidade quando foi repercutida no programa Paraíba Verdade da Rádio Arapuan FM de Patos. Após a veiculação da denúncia, a diretora do CER participou ao vivo no programa e afirmou que a criança não estava sendo atendida “porque tinha um comportamento agressivo”.

 

Em outra participação, também por telefone, o advogado Corsino Neto (presidente da Comissão de Defesa dos Direitos dos Autistas da OAB/Patos) afirmou que é dever do Município prestar atendimento aos autistas e que a agressividade seria uma condição neurológica da criança, que deve ser tratada justamente com a terapia negada.

Ao final da sua participação, o advogado ainda afirmou que os serviços prestados pelo CER aos autistas eram bem prestados na gestão de Bonifácio Rocha, mas na gestão de Sales Júnior foram precarizados e na gestão de Ivanes Lacerda, que é médico, ainda foram piorados.

 

Desde o mês de abril a vereadora Lucinha Peixoto (PC do B) utiliza suas redes sociais e a Tribuna da Câmara de Vereadores para denunciar o que ela chama de “perseguição aos autistas por parte da prefeitura”. Em contato com o PatosOnline, a vereadora informou que vai levar o caso ao Ministério Público.

O Patosonline.com deixa aqui o espaço aberto para a gestão do prefeito interino Ivanes Lacerda trazer a versão a respeito da acusação da vereadora Lucinha.

 

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários