Banner Inecardio
importância

Emoção, congraçamento, almoço coletivo e sessão de cinema exclusiva marcam encerramento das ações do Outubro Rosa do Hospital do Bem

Após a Roda de Conversa, todos se dirigiram a sede da ONG 'Amigas Viva a Vida' onde houve um almoço coletivo

01/11/2019 07h17
Por: Ary Ramalho
Fonte: News Comunicações
26
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Pacientes, acompanhantes e funcionários do Hospital do Bem, de Patos, unidade oncológica que integra o Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, vivenciaram, ao longo desta quarta-feira (30), momentos de muita emoção e congraçamento. Isto porque, durante o dia, várias ações foram realizadas, marcando o encerramento das atividades do Outubro Rosa da unidade. O Coral da Melhor Idade, de São Mamede, abriu as comemorações, no início da manhã, com músicas que lembravam a importância da fé, da esperança, da amizade e do amor. Paralelo a música ambiente, maquiadoras voluntárias se revezavam para deixar as pacientes ainda mais bonitas. Ao final dos cânticos, que teve ainda a participação da oncologista, Dra. Nayarah Castro, todos se confraternizaram com um café da manhã.

            As músicas 'Aleluia', 'Ando devagar', 'Eu quero apenas' e 'Montanha' formaram o repertório da apresentação do coral, regido pela coordenadora do grupo, Luzia de Souza, que estava acompanhada do tecladista, Renato Hugo. 'Sonda-me' foi a música escolhida pela médica Nayarah para homenagear suas pacientes. A sessão musical foi encerrada com as canções 'Eu cuido de ti', 'Se eu venci você pode vencer' e 'A guerra dos meninos', está última entoada por todos os presentes, deixando a emoção à flor da pele. Muitas pessoas choraram neste momento.

            Logo em seguida, houve uma Roda de Conversa com a psicóloga Pryscilla Guedes e a oncologista Nayarah Castro, sobre o enfrentamento da doença, consequências do tratamento e caminhos a percorrer após o diagnóstico. "Eu costumo dizer que o tratamento é uma vírgula, não um ponto final e que o diagnóstico de câncer não significa o fim. Eu sempre conto a história da borboleta as minhas pacientes que ficam preocupadas com a queda dos cabelos, com as cicatrizes, com as intercorrências do tratamento, que antes de virar borboleta, o inseto um dia foi lagarta e que, portanto, as fases difíceis vão passar e que é melhor fazer o tratamento, perder os cabelos e depois recuperar, do que morrer cabeluda", disse a médica que fala por experiência própria, pois aos 19 anos foi diagnosticada com um câncer e se curou.

            Após a Roda de Conversa, todos se dirigiram a sede da ONG 'Amigas Viva a Vida' onde houve um almoço coletivo, preparado voluntariamente pela mãe do coordenador administrativo do setor de quimioterapia do Hospital do Bem, Thiago Viana, a Sra. Fátima Viana.  Lá, o diretor da Maternidade Dr. Peregrino Filho, Dr. Umberto Marinho Júnior, a diretora do Complexo, Liliane Sena, a médica, Nayarah Castro, a fundadora da ONG, Gerusa Delfino e o diretor da Santa Casa de Birigui, Dr. Sérgio Smolent falaram sobre a importância da valorização da vida, do tratamento adequado, da fé e da esperança na cura e sobre o papel do Hospital do Bem este contexto. O Pe. Joácio fez uma benção aos presentes e aos alimentos que ali iriam ser servidos. Houve ainda depoimentos de pacientes, que deram testemunhos do quão importante é o trabalho do Hospital do Bem e da ONG.

            Após o almoço, um veículo cedido pela Polícia Militar, conduziu as pacientes até o Guedes Shopping, onde elas, seus acompanhantes e alguns colaboradores do Complexo assistiram ao filme 'Malévola', numa sessão exclusiva. O gerente do Cine Guedes, Cislan Welligton, recepcionou as pacientes junto com sua equipe e reiterou o compromisso social do grupo empresarial com ações de humanização. "Essa parceria que fizemos com o Hospital do Bem nós já realizamos com outras instituições, a exemplo da APAE, porque atuamos no mercado também com uma visão humanista", disse ele, que em nome do Grupo, reiterou a alegria de poder propiciar esse momento para as pacientes e colaboradores do Hospital do Bem.

            A diretora geral do Complexo, Liliane Sena, fez um balanço das ações do Outubro Rosa            e agradeceu a disposição das voluntárias e dos colaboradores e profissionais, além das integrantes da ONG que se envolveram nas atividades. "Nosso Outubro Rosa foi muito diversificado e rico no sentido de experiências e vivências. Nestes 30 dias, aprendemos ainda mais, inclusive, reforçando o significado e a atuação do Hospital do Bem. Esse foi um evento singular, tivemos muita demonstração de amor ao próximo e acolhimento e isso em todas as ações. Agradeço a todos que de alguma forma contribuíram com esses momentos", disse Liliane.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários