Banner Inecardio
Manto da Justiça

Vereador planejava matar colega de Câmara e mais três pessoas, segundo investigações

O delegado afirmou que a ordem para matar o vereador foi motivada por disputas na Câmara

17/01/2020 14h15
Por: Ary Ramalho
Fonte: ClickPB
146
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O vereador que foi preso pela Operação ‘Manto da Justiça’ na manhã desta sexta-feira (17) era chefe de um grupo de extermínio que planejava a morte de outro vereador, um ex-vereador e dois comerciantes, de acordo com informações do delegado Cristiano Jacques. O delegado afirmou que a ordem para matar o vereador foi motivada por disputas na Câmara.

Os nomes dos envolvidos estão em sigilo, mas as informações que circulam no município de Princesa Isabel, onde ocorreu a operação, e na imprensa, dão conta de que o vereador preso seria Rinaldo Eufrasino de Andrade, conhecido como Rinaldo do Gavião.

De acordo com o delegado, o grupo de extermínio foi responsável pelas mortes de José Bernardino Neto, em Tavares; do homem conhecido como Joaquim das Passagens, em Princesa Isabel; e dos pistoleiros Raniere e Paulinho. Além disso, eles também teriam tentado matar o indivíduo conhecido como ‘Peba’, e tinham planos para outras execuções.