Banner Inecardio
um dinheirão

Mãe de trigêmeos, desempregada percebe 2 bilhões depositados na conta por engano e vai ao banco devolver

Eu fiquei surpresa demais

07/05/2019 07h41
Por: Ary Ramalho
Fonte: G1 Goiás
150
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Imagina estar com o saldo negativo na sua conta no banco e do nada serem depositados mais de R$ 2 bilhões. Foi isso o que aconteceu com a desempregada Leizimar Silva Triers, de 35 anos, mãe de quatro meninas, sendo três trigêmeas de um ano. Moradora de Anápolis, a 55 quilômetros de Goiânia, ela disse não ter tido dúvida em procurar a Caixa Econômica Federal para devolver o dinheiro.

Caixa informou sobre o caso ficou restrito à visualização do saldo, não tendo sido possível a realização de saques indevidos no período. (veja a nota abaixo na íntegra)

A história começou no dia 11 de abril, quando Leizimar foi consultar o seu extrato bancário no aplicativo do seu banco no celular e viu que tinha saído do saldo negativo de R$ 470 para R$ 2,28 bilhões.

“Eu fiquei surpresa demais. O lançamento foi feito no dia 11, mas eu notei no dia 13, era um sábado, e então esperei chegar segunda-feira para procurar a gerente do meu banco para entender o que tinha acontecido”, contou.

Segundo Leizimar, a gerente informou que foi um erro no sistema e que ela poderia ter que responder de alguma forma caso tivesse usado o dinheiro. Recentemente um caso de depósito por engano foi parar na polícia. Um empresário recebeu indevidamente R$ 18 milhões, em Goiânia, e tentou usar o dinheiro comprando um porsche.

“Não precisava nem do alerta dela. Eu jamais usaria um dinheiro que não era meu, tanto que tive três dias e não mexi. A gente não perde nunca quando é honesto. Vou poder contar para as minhas filhas que a mãe delas recebeu um dinheirão e devolveu. A mudança começa dentro de casa”,

Leizimar mora com o esposo Mailton e as quatro filhas. Rayssa 14 anos e as trigêmeas Kaylane, Yasmim, Maria Alice, que vieram de uma gestação natural. Todos vivem, segundo ela, com uma renda mensal de R$ 1.500, que vem do emprego do marido. 

“Mesmo a gente passando por certa dificuldade, porque cuidar de trigêmeos fica puxado com fraldas e outros gastos, nós preferimos nossa consciência tranquila”, afirmou Leizimar, ressaltando que a conta bancária voltou a ficar no vermelho.

Pagando os financiamentos de uma casa em um residencial na Vila Formosa, e de um carro, ela e o marido se esforçam para tentar alguns bicos e realizar um sonho neste momento.

“Queremos construir um quarto para as meninas, porque hoje elas ainda dormem com a gente. Eu digo, que o maior prêmio que tenho são as minhas filhas. Elas são os meus verdadeiros tesouros e não tem dificuldade que vá mudar isso”, finalizou Leizimar.

Veja a nota da Caixa: “A CAIXA informa que no dia 12 de abril houve uma inconsistência no sistema, que impactou o demonstrativo de saldo de alguns clientes naquele fim de semana. O banco esclarece que tal impacto ficou restrito à visualização do saldo, não tendo sido possível a realização de saques indevidos no período.

A CAIXA ressalta que, caso se constate eventual prejuízo de algum cliente por conta do ocorrido, o devido ressarcimento será realizado. Assim, a CAIXA orienta o cliente a procurar a agência de relacionamento para a devida apuração.”

 

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários