Banner Inecardio
apenas um jogo

Técnico Rafael Soriano deixa o Nacional de Patos, e Delany assume o cargo interinamente

Técnico perdeu para o Atlético-PB e foi expulso do jogo, logo na estreia do Paraibano

23/01/2020 18h12
Por: Ary Ramalho
Fonte: GE/PB
206
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A primeira rodada do Campeonato Paraibano nem acabou ainda e já tem time mudando de treinador. Na tarde desta quinta-feira, um dia depois de fazer a sua estreia na competição, o Nacional de Patos confirmou que Rafael Soriano não é mais técnico do time. Com ele, vai embora também o seu auxiliar, Márcio Bitencourt. Quem assume o cargo interinamente é Delany, ídolo da torcida nacionalina e que já ocupou essa função no estadual do ano passado. Enquanto isso, a diretoria alviverde procura um nome para comandar a equipe efetivamente na sequência da temporada.

O jovem treinador, de apenas 31 anos, fechou acordo para assumir o Nacional de Patos ainda no início de novembro. Ele comandou o time na pré-temporada e em três amistosos até a estreia no Campeonato Paraibano, que aconteceu nessa terça-feira. Oficialmente, portanto, o técnico esteve à frente do time apenas na derrota por 2 a 0 para Atlético de Cajazeiras, no Perpetão.

Através das suas redes sociais, a diretoria do Nacional de Patos informou que a decisão de sair do clube partiu do próprio Rafael Soriano. Os dirigentes nacionalinos acataram o pedido do treinador e até agradeceram pelos seus serviços através de uma nota divulgada logo após o acerto sobre sua saída:

- O Nacional reconhece o trabalho realizado pelo treinador e seu auxiliar durante o período preparatório e neste início de temporada, ao mesmo tempo em que agradece pela atuação em nossa equipe, desejando sorte em suas trajetórias - publicou o Nacional em nota.

Com a saída do treinador Rafael Soriano e de seu auxiliar, Márcio Bitencourt, o ex-atacante Delany, nome muito conhecido no futebol paraibano, assume interinamente o comando técnico da equipe. Ele é o auxiliar técnico permanente do clube e, por isso, é o nome natural para assumir o comando técnico em casos como esse. Paralelo a isso, a diretoria trabalha para escolher um nome que ocupe o cargo efetivamente. O presidente do clube, Cleodon Bezerra, adiantou apenas que a diretoria não pode mais errar nessa escolha e que o objetivo é contratar um treinador que conheça bem o futebol da região.

Mudanças também no elenco

Além das saídas no comando técnico do time, há também novidades no grupo de jogadores. Também nesta quinta-feira, o Nacional de Patos anunciou a repatriação do zagueiro Airton Júnior, que atuou com a camisa alviverde em 2018. Agora ele retorna após passagens por Icasa, Ferroviário, Paraupebas, Ituano, Uniclinic, Pacajus e Juazeirense da Bahia.

Em contrapartida, uma perda no elenco deve ser muito sentida e gerar uma dor de cabeça para o próximo treinador. É que, depois de perder o goleiro Camilo - que sofreu uma lesão grave no joelho direito, foi submetido a uma cirurgia e está fora de todo o Campeonato Paraibano -, agora quem também deixou o Canário do Sertão foi o goleiro Júnior Conceição. O arqueiro, inclusive, foi um dos destaques da equipe na estreia no estadual, apesar da derrota para o Atlético-PB.

A intenção da diretoria do Nacional de Patos é repor essa peça para o gol o quanto antes. A tendência é que outros nomes sejam anunciados nos próximos dias para reforçar o elenco.