Banner Inecardio
Estão abertas

PB inscreve para 98 vagas no Mais Médicos contra coronavírus

43 cidades paraibanas serão beneficiadas

16/03/2020 19h52
Por: Ary Ramalho
Fonte: Portal Correio
88
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Estão abertas as inscrições para profissionais atuarem no Programa Mais Médicos. Serão ofertadas 5.811 vagas em diversas cidades do Brasil, de forma emergencial por conta da pandemia de coronavírus. Na Paraíba, 43 cidades serão contempladas com 98 vagas, inclusive a capital, João Pessoa. Veja aqui o edital.

A inscrição deverá ser feita via internet, através do endereço eletrônico http://maismedicos.saude.gov.br e será disponibilizada apenas para os médicos formados que possuam inscrição junto ao Conselho Regional de Medicina no Brasil.

As capitais e os grandes centros urbanos voltam a fazer parte do programa, que vinha priorizando municípios mais carentes. A mudança ocorre porque grandes cidades, com maior concentração de pessoas, são locais mais propensos à circulação do coronavírus. Veja aqui o edital.

Das vagas disponibilizadas, 44,5% (2.588) são para as capitais (perfil 3). Outras 688 (11,84%) estão nos municípios de perfil 1; 649 vagas (11,17%) se encontram no perfil 2; 356 (6,13%) estão em municípios de perfil 4; 352 (6,06%) fazem parte do perfil 5; 271 (4,66%) estão no perfil 6; 870 (14,97%) no perfil 7, classificadas como regiões de extrema pobreza; e 37 (0,64%) vagas são para o perfil 8 (DSEI).

A numeração dos perfis indica a ordem decrescente de vulnerabilidade dos municípios, sendo os de perfil 8 de maior vulnerabilidade e os de perfil 1 de menor vulnerabilidade. Atualmente, o Programa Mais Médicos conta com 12.258 profissionais distribuídos em 3.465 municípios em todas as unidades da federação.

A expectativa é que os médicos já comecem a atuar nos municípios no início de abril. Para garantir a contratação de todos os médicos, o Ministério da Saúde vai investir R$ 1,2 bilhão.

Clique aqui e saiba tudo sobre o coronavírus

Contratação de médicos vale por um ano 

Junto com o edital para chamamento dos profissionais médicos, o Ministério da Saúde publicou outro edital para que os municípios que já participavam do programa Mais Médicos manifestem a intenção de renovar as vagas para os novos profissionais. 

Este edital de chamamento traz algumas diferenças em relação aos publicados anteriormente. O contrato com os médicos será de apenas um ano e a seleção poderá ter até cinco chamadas, caso todas as vagas não sejam ocupadas nas chamadas anteriores. Encerrado o período das inscrições, o Ministério da Saúde disponibilizará a relação dos médicos aptos a participarem do programa. Na etapa seguinte, eles escolhem os municípios ou DSEI em que gostariam de atuar. Cada profissional poderá indicar quatro localidades.

Serão selecionados médicos CRM Brasil. Como os médicos já estão habilitados para exercer a medicina no país, poderão se deslocar diretamente para atuação nos municípios. A bolsa-auxílio será no mesmo valor dos editais anteriores, de R$ 12,38 mil.

Emergência do coronavírus

Estudos indicam que a maioria dos casos de coronavírus são leves e podem ser atendidos nos serviços da Atenção Primária. Mais de 42 mil postos de saúde distribuídos pelo país são capazes de atender 90% dos casos de coronavírus. A população deve buscar os serviços quando apresentar os sintomas iniciais do vírus, como febre, tosse, dor de garganta ou dificuldade respiratória. Para isso, o Ministério da Saúde está reforçando ainda mais a capacidade assistencial dos postos de saúde durante a atual pandemia do coronavírus.

O programa Saúde na Hora, que estende o horário de atendimento dos postos de saúde para pelo menos 12 horas por dia, será ampliado. Para isso, novos critérios do programa foram criados para facilitar a adesão dos municípios ao programa. Atualmente, cerca de 1.520 postos de saúde já participam do programa, em 238 municípios. Com a nova medida, a expectativa é ampliar o horário de funcionamento em cerca de mais 5.200 mil unidades de 1.500 municípios, ampliando a cobertura de atendimento para cerca de 60 milhões de brasileiros.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.