Banner Inecardio
maior de kits

Exames para diagnóstico do coronavírus passam a ser feitos na Paraíba

A ação permitirá agilidade no diagnóstico da doença

24/03/2020 17h15
Por: Ary Ramalho
Fonte: Secom PB
108
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A Paraíba já iniciou a realização de exames para diagnóstico do novo coronavírus. O anúncio foi realizado nesta terça-feira (24) pelo governador João Azevedo, durante visita do gestor ao Laboratório Central da Paraíba (Lacen-PB), onde estão sendo feitos os estudos das amostras coletadas. A ação permitirá agilidade no diagnóstico da doença.

Na ocasião, o chefe do Executivo afirmou que esse foi mais um passo importante dado pelo Estado no enfrentamento do coronavírus. Os exames estavam sendo analisados pelo Instituto Evandro Chagas, no Estado do Pará.

“Desde ontem, começamos a realizar os testes para detecção do novo coronavírus. Esses testes já foram realizados em 22 amostras e já identificou mais um caso da Covid-19, colocando a Paraíba com três casos confirmados do vírus. Eu tenho certeza de que estruturando o laboratório, com a disponibilidade maior de kits – temos material para trabalhar até o próximo mês e já fizemos novas aquisições -, poderemos realizar todos os testes necessários com a população. Vamos ter confiança no sistema de Saúde do Estado porque daremos a resposta que a população espera”, assegurou.

O secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros, destacou a importância da agilidade no diagnóstico do coronavírus e reforçou a necessidade de obedecer aos critérios para a realização dos exames.

“Hoje iremos realizar 40 exames, temos material suficiente para os próximos dias, já providenciamos novas compras e isso aponta que teremos mais agilidade nos exames. Além disso, pedimos a conscientização das pessoas, pois nem todo mundo precisa fazer o exame, existem critérios técnicos e apenas os pacientes que estão internados ou em estado grave nos hospitais é que necessitam realizá-los. Os demais pacientes que apresentam síndrome gripal deverão permanecer em casa e permanecer 14 dias em isolamento domiciliar, sem contato com as pessoas”, orientou.

A diretora técnica do Lacen, Dalane Loudal, destacou o preparo técnico da equipe para executar os estudos das amostras.

“A nossa equipe fez capacitação no Instituto Evandro Chagas, que é nossa referência e estamos habilitados, tanto que não precisaremos encaminhar amostras para contraprova. De agora em diante, vamos incorporar esses exames à nossa rotina e temos a capacidade de realizar até 48 testes por dia”, explicou.