Banner Cidade do Sol
ação conjunta

Presa dupla que assaltou mercadinho e baleou policial militar, em Taperoá

As prisões foram possibilitadas após minucioso trabalho de investigação por parte dos policiais civis de Extremoz

06/05/2020 21h35
Por: Ary Ramalho
Fonte: Heleno Lima
188
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Josivan Sinézio da Silva, o Baixinho, 34 anos e Augusto Sérgio da Silva Jorge, o Rapadura, 29 anos, foram presos pela Polícia Civil (PC) na última segunda-feira (4) nesta cidade potiguar

A dupla, que é natural de Caraúbas, Rio Grande do Norte, é suspeita de assaltar o mercadinho Alfredão, recentemente, na cidade de Taperoá, balear o sargento da Polícia Militar (PM), Joãozinho e roubar uma motocicleta de um popular na fuga.

Na abordagem, a PC aprendeu ainda de posse dos criminosos, uma pistola, calibre .380, com 15 munições, notas manchadas de dispositivos de segurança em caixas eletrônicos,  uma máscara, relógios e celulares.

As prisões foram possibilitadas após minucioso trabalho de investigação por parte dos policiais civis de Extremoz.

Baixinho e Rapadura foram pegos de surpresa e não reagiram a prisão, confirmando, segundo a PC serem integrantes do Prieiro Comando da Capital (PCC), uma das facções criminosas mais violentas do País, com ramificação nos presídios brasileiros e nascida em São Paulo.

Baixinho, que paresentou documentos falsos aos policiais no momento da prisão, inclusive, é foragido de Alcaçuz, e tem dois mandados de prisão em aberto.

Material aprendido com os criminosos

Entre os roubos cometidos por ele, a polícia registra ao menos quatro 4 agências dos Correios na Paraíba, em Água Branca (02/05/2019), duas vezes nos Correios da UFPB, em João Pessoa (28/06/19 e 04/02/20), segundo filmagens.

Também foi flagrado roubando malotes de um carro forte, na capital paraibana, em 17 de fevereiro deste ano, onde um segurança foi alvejado e também um criminoso.

Essa quadrilha age com violência e vinha sendo investigada, haja vista está cogitando explodir uma agência bancária no Oeste Potiguar e roubar mais um carro forte no Rio Grande do Norte também.

Segundo a PC, outros elementos poderiam está dando cobertura na ação, porem esses os são os principais suspeitos.

t