Banner Inecardio
ACIAP

Associação Comercial e Industrial de Patos é alvo de arrombamento e destruição

O primeiro sinal da anormalidade foi notado por volta das 3h desta quarta-feira, 03 de junho de 2020, durante uma ronda da empresa de vigilância eletrônica que, ao notar que uma das portas do prédio estava aberta, acionou o presidente da entidade Iramilto de Assis Medeiros

03/06/2020 12h50
Por: Ary Ramalho
Fonte: Assessoria - Damião Lucena
37
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Aproveitando-se da calmaria provocada pela pandemia do coronavírus, paralelo a necessidade de uma ação mais intensiva dos órgãos de segurança, a Associação Comercial e Industrial de Patos foi o palco escolhido por bandidos, com cenário só comparado a ato terrorista, em meio à destruição de seu patrimônio. Todo o sistema de refrigeração, com 05 aparelhos de ar-condicionado (três de grande porte), foi destruído para a subtração de materiais de sua composição, o computador levado, sistema elétrico inviabilizado, refrigerador e serviço de som avariados, somada a quebra de outros equipamentos, num prejuízo que ultrapassa a casa dos 50 mil reais.

O primeiro sinal da anormalidade foi notado por volta das 3h desta quarta-feira, 03 de junho de 2020, durante uma ronda da empresa de vigilância eletrônica que, ao notar que uma das portas do prédio estava aberta, acionou o presidente da entidade Iramilto de Assis Medeiros. Este, ao chegar ao local, parecia não acreditar tamanha destruição e ousadia dos donos do alheio que, chegaram a defecar em várias salas, quebrar partes de um dos banheiros, além de outros danos só comparados ao velho oeste, quando imperavam os Foras da Lei.

A primeira providência foi comunicar o fato à Polícia e acionar a empresa de segurança eletrônica para o início das investigações, na ânsia de localizar e responsabilizar os responsáveis por tamanha irresponsabilidade, destruindo uma entidade respeitada, com quase oitenta anos de existência, o que exige uma resposta enérgica das autoridades para não caracterizar uma verdadeira desmoralização da Segurança, na terceira mais importante cidade do estado da Paraíba.