Banner Inecardio
quase 90 dias

Empresários podem evitar a falência, mesmo de portas fechadas pela Covid-19

Nesse período, várias alternativas foram adotadas, a exemplo de adequação do serviço ao mundo virtual, corte de custos para adaptar fluxo de caixa, reagendamento de viagens, antecipação de férias de funcionários, redução de jornada de trabalho e busca por linha de crédito e auxílio financeiro

09/06/2020 12h48
Por: Ary Ramalho
Fonte: Por Cândido Nóbrega
54
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Já se vão quase 90 dias desde o advento no Brasil da pandemia do novo coronavírus, o que motivou empresários de pequeno, médio e grande porte a se reinventarem para garantir a sobrevivência dos seus negócios, mesmo com as portas cerradas pelo isolamento imposto por estados e municípios.

 

Nesse período, várias alternativas foram adotadas, a exemplo de adequação do serviço ao mundo virtual, corte de custos para adaptar fluxo de caixa, reagendamento de viagens, antecipação de férias de funcionários, redução de jornada de trabalho e busca por linha de crédito e auxílio financeiro.

 

Ainda assim, o fantasma da falência continua sendo uma realidade, mas que pode ser evitada. É isso que o programa Tambaú Imóveis comprovará no próximo sábado(13), através de uma entrevista com o empresário Josuel Gomes e o consultor empresarial Tarcyio Aires.

 

Ambos esclarecerão se é possível, por exemplo, com o horário reduzido, pagar horas extras com o banco de horas; se a concessão de licença remunerada aos funcionários nesse período é uma boa solução e como as empresas devem lidar com integrantes de grupo de risco.

 

Outros aspectos a serem discutidos é a possibilidade de descontos nos vales transporte e de refeição e os reflexos nas empresas de decretos municipais e estaduais de isolamento social.

 

Sobre o programa:

 

O Tambaú Imóveis, que vai ao ar às 9h de todos os sábados, pela TV Tambaú, Canal 5.1 e pelo site www.portalt5.com.br conta com o apoio do Sistema Cofeci-Creci e das construtoras Alliance e MRV Engenharia, bem como da Jampa Imobiliária. Já o quadro “Momento Imobiliário”, apresentado pelo presidente do Cofeci, João Teodoro.