Banner Inecardio
descasso

Cidade da PB fica sem atendimento médico: profissionais fazem paralisação reivindicando aumento que prefeitura se recusa a pagar

Técnicos em enfermagem e enfermeiros mantêm os plantões normalmente.

09/07/2020 19h22
Por: Ary Ramalho
Fonte: Gado Bravo Online
74
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Médicos que atendem no município de Gado Bravo decidiram por paralisar suas atividades na cidade nesta quinta-feira (9), e a população está sem atendimento na Unidade Básica de Saúde Abdias Farias Albuquerque, única em que atuam neste momento de pandemia do coronavírus (Covid-19). De acordo com informações coletadas com estes profissionais, a paralisação terá duração de três dias e se dá pela valorização de todos os profissionais da Saúde. Técnicos em enfermagem e enfermeiros mantêm os plantões normalmente.

Os servidores da Secretaria Municipal de Saúde que estão trabalhando na linha de frente, realizando atendimento aos pacientes acometidos pela doença e pessoas com suspeita de terem contraído o vírus, lutam para receber o pagamento do adicional de insalubridade no percentual de 40% do salário, sugerido no Projeto de Lei nº 744/2020, de autoria dos deputados federais Carlos Veras (PT/PE) e José Ricardo (PT/AM).

“A Prefeitura alega que não tem dinheiro suficiente e quer pagar valores ínfimos (menores) aos profissionais, além de discriminar os mesmos pela qualificação escolar”, diz um dos médicos.

O município de Gado Bravo está recebendo do Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus, em parcelas, o montante de R$ 785.049,35.

Até a finalização desta reportagem, o Gado Bravo Online tentou entrar em contato com a Prefeitura Municipal de Gado Bravo através do telefone (83) 3347-1034, disponível em seu site oficial, para que a gestão pudesse dar sua versão acerca do assunto, e mais uma vez a ligação não completa.