Banner Inecardio
durante entrevista

“Patos tem que assumir sua vocação de cidade líder no Sertão”, afirma Dr. Ramonilson em entrevista

O pré-candidato à prefeito de Patos afirmou que a cidade tem que assumir sua vocação de cidade líder no Sertão como polo na educação, saúde e geração de empregos. Local onde as pessoas vêm, se tratam, estudam, compram e querem morar

31/08/2020 19h50
Por: Ary Ramalho
Fonte: Ascom - Dr. Ramonilson Alves
47
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O juiz Ramonilson foi entrevistado pelo jornalista Marcos Oliveira, no programa Radar da Rádio Espinharas FM de Patos, no final da manhã deste sábado, 29. A conversa aconteceu remotamente pela internet e transmitida pela emissora devido as medidas de segurança contra o coronavírus.

Dr. Ramonilson iniciou a entrevista ressaltando o por quê da escolha do médico dermatologista Umberto Joubert como seu pré-candidato a vice prefeito. “Já o conhecia de alguns trabalhos na gestão. Ele como secretário e eu na magistratura. E ouvindo as vozes das ruas, das casas, essa união partiu de alguns princípios: valorização da família, fé em Deus, a busca pela eficiência e transparência na administração pública. Não é a união de duas pessoas. É a união de dois projetos que tem uma base comum que visam o resgate desse valores e implementá-los na cidade de Patos", revelou.

O pré-candidato à prefeito de Patos afirmou que a cidade tem que assumir sua vocação de cidade líder no Sertão como polo na educação, saúde e geração de empregos. Local onde as pessoas vêm, se tratam, estudam, compram e querem morar.

Ramonilson  destacou ainda que a prioridade do seu projeto não visa dinheiro nem poder. “Não é um projeto de dinheiro nem poder! É um projeto de gestão e de resgate da cidade de Patos. Eu quero dormir toda noite sossegado ao lado da minha esposa e dos meus filhos. Eu quero dizer que não é o dinheiro que me move na vida pública”, destacou.

Ao ser questionado pelo jornalista se Patos ainda tem jeito, Dr. Ramonilson foi enfático. “Patos tem vocação para o progresso e para o desenvolvimento instalando aqui um clima de seriedade, honestidade e respeito. A política é coisa de homens sérios  de bem e honestos que se dispõem a uma missão pública e esquecem um pouco a vida privada e os negócios para servir à coletividade. Os serviços públicos podem funcionar eliminando a corrupção que é – digo sem duvida nenhuma – o maior problema da cidade de Patos. Corrupção em contratos públicos de iluminação, locação de veículos e imóveis. Corrupção que se manifesta nas obras públicas a exemplo do canal do Frango. Corrupção na relação prefeitura e câmara que não é uma relação republicana. Somente com um prefeito que elege secretários alinhados com esse projeto é que a gente elimina isso em Patos", explicou.

Sobre a instalação de empreendimentos geradores de emprego e renda em Patos, Dr. Ramonilson afirmou que é dever da gestão municipal facilitar o acesso dos empreendedores à cidade. “Se um hospital privado faz um estudo para se instalar em Patos, é por que ele não quer se instalar em Sousa, ou em Cajazeiras ou Itaporanga. Ele viu viabilidade em Patos e cabe ao poder publico eliminar obstáculos, deixar a coisa mais livre, mais acessível e atrativa. O que eu imagino é na possibilidade de [pelo menos] mil empregos privados aqui na cidade. A cidade será outra. É uma verdadeira ebulição econômica. Isso é possível e o nosso objetivo é transformar a vida de quem quer gerar emprego e renda em Patos, tudo mais fácil e, claro, tudo dentro da Lei", pontuou.