Banner Cidade do Sol
proposta

Creci-PB cria, de forma inédita, Comissão da Diversidade Sexual e de Gênero

Determinada, ela lembrou que logo nas primeiras aulas do curso de TTI já se identificou com a profissão e viu que poderia contribuir para a melhoria de um trabalho predominantemente masculino.

09/10/2020 19h21
Por: Ary Ramalho
Fonte: Por Cândido Nóbrega
49
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O Conselho Regional de Corretores de Imóveis da Paraíba criou uma Comissão da Diversidade Sexual e de Gênero, para fomentar, por exemplo, o debate em torno da igualdade de todos e dos direitos da população LGBTI+ no mercado imobiliário.

Outras atribuições da Comissão serão combater enfaticamente toda e qualquer forma de discriminação, enfrentar todas as formas de manifestação da homofobia, denunciando crimes de intolerância e buscando os procedimentos necessários à apuração dos fatos que se tornarem públicos, além de promover estudos, cursos, seminários correlatos.

“Considero a iniciativa das mais promissoras e pelo que sei, inédita entre os Creci’s de todo o país”, afirmou Melissa Kettley, Creci 10.069, natural de Santa Luzia, de 31 anos de idade, mulher trans e nova corretora de imóveis, que já está atuando em imobiliária na Capital, na área de vendas.

Determinada, ela lembrou que logo nas primeiras aulas do curso de TTI já se identificou com a profissão e viu que poderia contribuir para a melhoria de um trabalho predominantemente masculino.

Primeira proposta

Nesse contexto, atendeu prontamente convite formulado pelo presidente Rômulo Soares para integrar, na condição de coordenadora, a referida Comissão, que anunciou como primeira proposta a inclusão na ficha de inscrição tanto on line quanto física a identidade de gênero e orientação sexual para que possa a base dados possa ser melhor complementada.

A importância da Comissão também foi destacada pelos demais membros, igualmente corretores e corretoras de imóveis.

Antony Marinho Soares, Creci n. 3251, afirmou que ela será útil não apenas para educar os corretores de imóveis a ter mais respeito com os próprios colegas de profissão, assim como também os clientes do mundo LGBTI+, que são discriminados, a partir da apresentação dos dados comuns na compra de um imóvel, mesmo eles tendo condições de adquiri-lo, namorando, por exemplo, outra pessoa do mesmo sexo.

Por sua vez, Maria Erica de Lima Araújo, Creci n. 9884, lembrou que a Comissão será fundamental no sentido de “abrir os olhos” da sociedade para que haja mais respeito ao próximo, independente de escolha de gênero e opção sexual.

Respeito e união

Outro a louvar a iniciativa foi Lucas Artur Viana, Creci n. 8657, pois através dela serão agregados valores e oportunizada melhor compreensão por parte de parcela da sociedade, que ainda guarda preconceito por falta de conhecimento. Por fim, Valdeci Rodrigues da Silva, Creci 9675, manifestou a disposição de passar para os demais corretores de imóveis que todos podem estar inseridos no mercado de trabalho, conscientizando-os a ter respeito e união na profissão.

Os interessados em contribuir com a Comissão, através de sugestões, ideias e propostas, bem como melhor conhecer sua estrutura e calendário de reuniões, podem procurar a coordenadora Melissa Kettley por meio do número (83) 99654-9629 (WhatsApp).