Banner Cidade do Sol
flexibiliza

Circo, salas de cinema, escola de formação de segurança privada têm atividades flexibilizadas em Patos

As atividades em academias, bares, restaurantes, templos e Igrejas também tiveram a ocupação de frequentadores aumentada.

12/10/2020 21h20
Por: Ary Ramalho
Fonte: Patos Verdade
20
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A Prefeitura de Patos publicou no Diário Oficial do último dia 08 de Outubro, um decreto que flexibiliza atividades de salas de cinema, circo, piscinas de clubes e condomínios, além de estabelecimentos que trabalham na formação de segurança privada, desde que obedeçam as normas sanitárias e o distanciamento.

As atividades em academias, bares, restaurantes, templos e Igrejas também tiveram a ocupação de frequentadores aumentada.

O decreto n° 57/2020 determina que os estabelecimentos que atuam com formação de segurança privada devem realizar aferição de temperatura corporal dos clientes, colaboradores e instrutores, exigir uso obrigatório de máscara facial pelos clientes, manter o distanciamento de 1,5 m entre as pessoas e as demais exigências complementares da Secretaria Municipal de Saúde.

Academias:

Limitada à ocupação de 50% da capacidade de alunos

Fica autorizado nas dependências dos bares, Restaurantes, lanchonetes, padarias, docerias, cafeterias, shoppings a disponibilização de playgrounds, espaços de diversão, jogo, limitando a capacidade mínima de 40% dos usuários.

Atividades circense, cinemas e auditório

Ocupação de no máximo 40% da capacidade, observando todas as orientações de segurança, higiene, uso obrigatório de máscaras.

Será permitido a limitação de até 06 pessoas por mesa, nos bares e restaurantes, padarias e similares.

Igrejas e templos religiosos

Celebração dos atos com 50% da capacidade.

AS exigências sanitárias devem ser mantidas por todos os estabelecimentos contidos nesse decreto: distanciamento 1,5m, aplicação de álcool 70%, aferição de temperatura corporal, uso obrigatório de máscaras, boa circulação de ar, higienização com álcool a 70& INPM nas mesas, cadeiras, piso usados pelos consumidores.

Confira o decreto na íntegra:

decreto 57