Banner Cidade do Sol
Em Debate

Edjane define prioridades para Saúde e atenção às 10 mil famílias em vulnerabilidade

Edjane reforçou o compromisso de fomentar os benefícios eventuais, potencializando ações como aluguéis sociais, ajuda de custo e quites gestantes, através de readequação do programa Renda Mínima.

07/11/2020 08h50
Por: Ary Ramalho
Fonte: Assessoria - Lenildo Morais
40
Foto: Ascom
Foto: Ascom

A candidata a vice pela Coligação Sou Patos (PT, PDT, MDB e Avante), Edjane Araújo, participou do debate da Rádio Universidade, na tarde desta sexta-feira (6) e reforçou o compromisso em dar prioridade à Saúde e à assistência às mais de 10 mil famílias em vulnerabilidade.

 

Edjane reforçou o compromisso de fomentar os benefícios eventuais, potencializando ações como aluguéis sociais, ajuda de custo e quites gestantes, através de readequação do programa Renda Mínima. 

 

No que diz respeito à saúde, Edjane destacou a questão da valorização dos profissionais de Saúde com readequação de projetos como o  Previne Brasil, para garantir atendimento de qualidade na nossa saúde. 

 

Quanto aos gabinetes odontológicos fechados das UBS, Edjane disse que irá garantir o atendimento através da aquisição de insumos e da capacitação dos profissionais do setor. 

 

Em relação à Educação, Edjane reforçou o compromisso de construir mais creches para as crianças, dar mais infraestrutura às escolas, trazendo mais segurança e tranquilidade para as famílias patoenses. 

 

Edjane lembrou que quando gestora da Secretaria de Assistência Social de Patos dobrou a capacidade de atendimento de atendimento do programa Criança Feliz de 400 famílias para  800 famílias. 

 

Em suas considerações finais, Edjane fez referência, em especial, a todos que trabalham com o Sistema Único de Assistência Social e que ajudam a diminuir o caos  da pós pandemia que vivenciamos. 

 

Ela garantiu que a gestão dela e Lenildo chegará aos quatro cantos da Cidade, com destaque para a zona rural que terá investimentos para o desenvolvimento. Edjane enfatizou que a Prefeitura de Patos, com ela e Lenildo, será do povo de Patos e não de grupos políticos.