Banner Cidade do Sol
ações da Operação

PRF registra crimes eleitorais em balaço das ocorrências nas eleições

A primeira ocorreu na cidade de Patos com o transporte ilegal de eleitores para o município de Olho D´água.

16/11/2020 21h12
Por: Ary Ramalho
Fonte: PRF
23
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Paraíba encerrou, no último domingo (15), a Operação Eleições 2020. As equipes policiais estiveram presentes em pontos estratégicos ao longo das rodovias federais, próximos às áreas de votação, e em locais solicitados pela Justiça Eleitoral com foco no enfrentamento aos crimes eleitorais.

Foram registradas duas ocorrências envolvendo crime por transporte irregular de eleitores no sertão paraibano. A primeira ocorreu na cidade de Patos com o transporte ilegal de eleitores para o município de Olho D´Água. Já o segundo crime constatado pelos policiais ocorreu com eleitores que saíram da cidade de São Mamede para o município de Malta e também estavam sendo transportados de forma irregular.

As ações da Operação ocorreram de forma integrada, com articulação do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), em conjunto com os demais órgãos de segurança pública do estado. A PRF esteve presente nos Centros Integrados de Comando e Controle (CICC), localizados em João Pessoa, Campina Grande e Patos, para facilitar a troca de informações entre as instituições e auxiliar no monitoramento das ocorrências.

O policiamento ostensivo também reforçou os trechos para assegurar a segurança e a mobilidade nas rodovias federais paraibanas. Foram 1.479 veículos fiscalizados em todo o estado. Contudo, a imprudência dos condutores no trânsito causou 12 acidentes durante a Operação, com 13 pessoas feridas, sendo três com gravidade e dois óbitos.

Ao todo, 11 foram flagradas dirigindo sob efeito de álcool e foram autuadas 898 infrações diversas. A PRF também recolheu 48 veículos por irregularidades.

Mais de R$ 100 mil foram apreendidos por crimes eleitorais na Paraíba, durante o primeiro turno das Eleições de 2020. Segundo a Polícia Militar, ao todo, 159 pessoas foram conduzidas até as delegacias da Polícia Federal ou Polícia Civil. Destes, 24 eram candidatos.