Banner Cidade do Sol
denúncia

MPF instaura investigação sobre a não aquisição de ventiladores mecânicos para UPA de Patos

A portaria com a abertura do inquérito, datada em 16 de novembro, foi publicada no diário eletrônico do MPF-PB desta quinta-feira (19). Os ventiladores seriam usados no combate à covid-19.

19/11/2020 21h06
Por: Ary Ramalho
Fonte: ClickPB
29
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O Ministério Público Federal (MPF) instaurou um inquérito civil para investigar a denúncia que aponta que o deputado federal Julian Lemos (PSL) enviou verba federal de R$ 1,3 milhão para a compra de três ventiladores mecânicos para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Patos, mas os equipamentos não foram adquiridos.

A portaria com a abertura do inquérito, datada em 16 de novembro, foi publicada no diário eletrônico do MPF-PB desta quinta-feira (19). Os ventiladores seriam usados no combate à covid-19.

No procedimento, o procurador Djalma Gusmão Feitosa aponta como base para a denúncia um vídeo publicado no Facebook pelo deputado. No vídeo, publicado no dia 16 de abril, Julian Lemos fala que realizou uma tratativa com o prefeito para a destinação de R$ 1 milhão para custeio da UPA, e que já estaria disponível na conta da prefeitura. Ainda acrescenta, ao citar nomes de vereadores, que estaria destinando nos dia seguintes R$ 300 mil para a compra de três respirados para a unidade.

Veja o vídeo:

 

 

O vídeo foi divulgado em 16 abril.

 

Ao ClickPB, o deputado disse que desconhecia a denúncia e que destinou verbas para o combate à covid-19 para diversas cidades do estado, incluindo Patos. Porém, afirmou que acredita que o valor que foi destinado à Prefeitura de Patos foi bem menor do que o que consta na denúncia. ”Posso dizer com segurança que não foi isso tudo, foi um valor bem menor”, comentou.

Procurada, a assessoria de comunicação da Prefeitura de Patos informou que deve se manifestar sobre o caso com detalhes ainda nesta quinta-feira (19).