Banner Cidade do Sol
teme o adiamento

Nacional de Patos é contra adiamento do Paraibano para o 2º semestre de 2021

De acordo com o presidente Cleodon Bezerra, a principio, ideia parecia viável, mas, diante realização de outras competições nacionais, o calendário do estadual poderá ser comprometido, prolongando a duração do campeonato e sacrificando ainda mais os cofres desses clubes.

28/12/2020 14h06
Por: Ary Ramalho
Fonte: Portal TV Sol
34
Foto - Reprodução
Foto - Reprodução

 

O Nacional de Patos se posicionou contrário ao adiamento do Campeonato Paraibano de 2021 para o segundo semestre do próximo ano e reforçou a lista de clubes que também se opõem a ideia que tem Atlético de Cajazeiras, Campinense, Botafogo-PB, Perilima e São Paulo Crystal. Mas há diferença de entendimentos. O Belo não assinou a ata de cancelamento do estadual do próximo ano por falta do pagamento do Gol de Placa e do Paraíba Esporte Total pelo governo do estado. Já Campinense teme o adiamento já que terá que montar um time para disputar a Copa do Brasil.

Caso a passagem da Raposa pela competição nacional seja curta demais, o clube teria que manter o time sem ter mais competições para participar no início do ano. Os demais clubes acima citados querem que a competição aconteça no início do ano, mas somente com o pagamento dos incentivos financeiros pelo estado já que, segundo eles, sem receita e sem público devido a pandemia, faltam recursos para manter toda a estrutura necessária para a realização do estadual.

De acordo com o presidente Cleodon Bezerra, a principio, ideia parecia viável, mas, diante realização de outras competições nacionais, o calendário do estadual poderá ser comprometido, prolongando a duração do campeonato e sacrificando ainda mais os cofres desses clubes.

“Se o Campeonato [Paraibano] for no segundo semestre, terá que respeitar as datas da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), então, para se respeitar as série C e D de maio à novembro, pode ser que, por falta de datas, o Campeonato Paraibano dure até seis meses. Como é que nós [do Nacional] iremos manter seis meses de folha de pagamento numa situação como a que estamos? A princípio parecia algo viável, mas quando fizemos a análise das datas, percebemos que o Campeonato no segundo semestre é totalmente inviável para Nacional, Perilima, São Paulo Crystal e Atlético de Cajazeiras por que nenhum desses times tem competição de nível nacional em 2021. Treze e Sousa, como tem competição da Série D, para eles é financeiramente viável”, confirmou o mandatário do Canário do Sertão.

Treze e Sousa tem interesse em disputar o Campeonato Paraibano no segundo semestre, pois, em tese, montariam um elenco só para disputar o estadual e a Série D do Brasileirão. Fora o fato de que embolsarão, cada um, um valor “bem gordo” pela participação na competição.