Banner Cidade do Sol
congratulado

Artista patoense conquista prêmio literário por seu primeiro livro infantil

“A obra foi inspirada na história de muitos dos meus alunos, na qual muitos não são de família tradicional. Ter uma protagonista preta também é uma forma de quebrar paradigmas para protagonistas brancas e loiras, e a escolha do passarinho para desenvolver a história vem da simbologia do ninho, que reflete proteção e cuidado para unir ao conceito de família”, explicou o autor.

29/12/2020 19h48
Por: Ary Ramalho
Fonte: Assessoria
41
Fotos: Alarcon
Fotos: Alarcon

 

Natural da cidade de Patos, interior da Paraíba, o artista visual e professor Junior Misaki foi congratulado pelo Prêmio Maria Pimentel, na chamada estadual da lei Aldir Blanc, por seu primeiro livro infantil “Clarice e a Andorinha” lançado em 2020, no período da pandemia, uma premiação relevante da literatura que agraciou também outros escritores paraibanos.

O livro que já virou tema de formações e momentos literários em várias instituições de ensino de educação básica na Paraíba e em outros estados narra à história da menina Clarice, que ajuda uma Andorinha para voltar ao seu lar, onde o animal diz que foi adotado por duas mães passarinhas após ser abandonado na floresta em uma noite chuvosa por seus pais biológicos, na qual a menina reconhece o respeito e carinho existente nessa família não tradicional.

“A obra foi inspirada na história de muitos dos meus alunos, na qual muitos não são de família tradicional. Ter uma protagonista preta também é uma forma de quebrar paradigmas para protagonistas brancas e loiras, e a escolha do passarinho para desenvolver a história vem da simbologia do ninho, que reflete proteção e cuidado para unir ao conceito de família”, explicou o autor.

Em 2020 o artista concluiu o seu mestrado em Artes pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), que desenvolveu um produto didático para professores de Arte, intitulado “Quadrinizando nas aulas de Arte: de Professor para Professor” fruto de uma pesquisa de mais de dois anos, sobre o uso das histórias em quadrinhos para sala de aula, com previsão de lançamento ainda neste primeiro semestre de 2021.

Clarice e a Andorinha já está disponível na livraria Nobel, na cidade de Patos, na sessão de autores sertanejos. O livro tem sido elogiado por educadores, psicólogos, pais e jornalistas, pela sua temática e linguagem livre para todos os públicos. O livro foi escrito e ilustrado pelo artista patoense.

A obra também ganhou uma trilha sonora composta e cantada pela musicista Saiô, que está disponível no YouYube, através do seguinte link:
https://www.youtube.com/watch?v=8vgmN3xxWIc