Banner Cidade do Sol
eleições

Atlético-PB vive agitado momento político e deve ter empresário como novo presidente

Apesar de ainda não falar como mandatário, Belisário Segundo, irmão do jogador Renato Cajá, foi eleito no pleito emergencial do Trovão, nessa sexta-feira, e assume o clube no próximo biênio

10/01/2021 12h00
Por: Ary Ramalho
Fonte: GE-PB
34
Foto - Reprodução
Foto - Reprodução

 

Depois da saída da cúpula que regeu o Atlético-PB nos últimos anos, o clube vive um momento político agitado. Segundo John Weine Ferreira, que presidiu o Conselho Deliberativo até essa última semana, o clube realizou eleições nessa sexta-feira, e Belisário Segundo, que é irmão do jogador Renato Cajá, foi eleito novo presidente do Trovão Azul por unanimidade entre os conselheiros. No entanto, em contato com a reportagem do ge Paraíba, o empresário preferiu não falar ainda como dirigente máximo do clube, admitindo apenas o interesse em assumir o cargo e mencionando, por ora, somente o momento de transição que está ocorrendo dentro do clube alviazulino.

ssa mudança acontece depois da saída da cúpula que comandou o Atlético-PB nos últimos anos, encabeçada pelo então presidente Harley Lira e pelo ex-diretor de futebol Alysson Lira, que deixaram os seus respectivos cargos na última quarta-feira.

Com isso, o então presidente do Conselho Deliberativo convocou e presidiu eleições emergenciais no Atlético-PB, que aconteceram em um restaurante da cidade de Cajazeiras, para eleger os novos membros da Diretoria Executiva e do Conselho Deliberativo. Tassiano Gadelha, ouvidor e representante da Federação Paraibana de Futebol (FPF), também esteve presente no pleito.

Segundo John Weine, junto a Belisário Segundo, Gildivan de Sousa assume a vice-presidência. No Conselho Deliberativo, Alysson Lira assume os comandos, auxiliado por Otacílio Barroso como primeiro vice e com Eduardo Jorge como segundo vice. Todos eles vão ficar responsáveis pelos rumos do Trovão Azul pelos próximos dois anos.

A reportagem do ge entrou em contato com Belisário na tarde deste sábado, que admitiu que tem interesse em assumir o clube alviazulino e que um processo de transição ao cargo já acontece. No entanto, ele ainda não falou oficialmente como presidente.

- Estou disposto a assumir. Está havendo ainda uma transição. Mas eu só vou dar entrevista quando concretizar tudo - disse.

Para a próxima temporada, o Atlético-PB pode ter em seu calendário tão somente a disputa do Campeonato Paraibano, que ainda segue sendo uma incógnita no planejamento da temporada da FPF, já que sete dos oito clubes da elite se negam a entrar em campo sem o pagamento do Paraíba Esporte Total, novo programa de incentivo do Governo do Estado, que entrou em vigor no ano de 2020.