Centro Educacional Ágape
combate ao mosquito

Prefeitura de Patos adota projeto piloto para reforçar medidas de combate à dengue na zona rural

De acordo com o coordenador da Vigilância Ambiental, José Júnior de Medeiros, o procedimento adotado funciona como armadilha no combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e o vírus zika.

16/04/2021 17h43
Por: Ary Ramalho
Fonte: Coordecom
29
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Prefeitura de Patos, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e Vigilância Ambiental, realizou na manhã desta sexta-feira (16), uma atividade de campo na comunidade rural Campo Comprido.

 

De acordo com o coordenador da Vigilância Ambiental, José Júnior de Medeiros, o procedimento adotado funciona como armadilha no combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e o vírus zika.

 

De Medeiros explicou que essa estratégia foi adotada como projeto piloto, mas que possui grande chance de gerar bons resultados.

 

A ideia é atrair o mosquito fêmea para depositar os ovos. Esses ovos vão eclodir e virar larvas, que após isso descem para a parte inferior da armadilha, ficando presas até que fiquem na fase adulta e morram.

 

Portanto, trata-se de uma metodologia implantada pela saúde municipal para reforçar o trabalho de combate e eliminação do vetor da dengue, chikungunya e zika.

 

A cada quinze dias os agentes de endemias recolhem as larvas e levam para análise laboratorial. Dessa forma, acontece o monitoramento e redução dos índices de infestação na localidade, como destacou o supervisor de área, RanchelIi.

 

Após os primeiros resultados, a Vigilância Ambiental vai planejar a implantação das armadilhas em outras comunidades rurais e também no perímetro urbano.

Cred Fácil - Patos
Store
Viva Construtora
Cred Fácil - Patos 1
Netzonesistemas
Municípios
Banner Camila Feitosa
Últimas notícias
Anúncio
Mais lidas
Anúncio
Anúncio