Quinta, 17 de Junho de 2021
83 9-8166-7186
Política usou da força

Presidente da Câmara é detido por desacato e desrespeito às medidas sanitárias, em Cacimbas

José Arruda Cruz realizava uma festa de aniversário com aglomeração, numa garagem em frente à praça principal da cidade, quando foi surpreendido pela Polícia Militar.

18/05/2021 06h25
290
Por: Ary Ramalho Fonte: G1-PB
Foto - Reprodução
Foto - Reprodução

O presidente da Câmara de vereadores do município de Cacimbas, José Arruda Cruz, foi detido no domingo (16) por promover uma festa de aniversário com aglomeração, desrespeitando as medidas sanitárias contra a Covid-19 em vigor no município do Sertão da Paraíba. Segundo a Polícia Militar da Paraíba, ao chegar no local os policiais procuraram o responsável, e o vereador se apresentou. Foi pedido, então, que ele encerrasse a festa, porque as pessoas estavam sem máscara e sem distanciamento social, mas José não cumpriu a ordem e disse que as pessoas permanecessem. Além disso, ele usou da força para repreender os policiais. Acabou detido.

Procurado pelo G1, José Arruda Cruz contou uma versão dos fatos diferente da relatada pela PM. Ele disse que estava no município de Desterro quando aconteceu a festa, mas que foi até à delegacia porque os policiais estavam detendo um sobrinho dele. Ele disse ainda que "os fatos foram todos distorcidos pelos policiais, como falsa comunicação de crime", e que o caso não passa de perseguição política.

Segundo o relato da PM, na abordagem José Arruda Cruz disse que estava comemorando o seu aniversário e avisou que iria fechar as portas da garagem, ligar o som do carro, e ficar dentro da residência dando continuidade ao evento com todas as pessoas reunidas. No entanto, a polícia informou que ele seria conduzido à delegacia, mas o vereador se voltou contra a equipe policial e foi preciso fazer o uso da força para tentar contê-lo.

Ainda segundo a PM, outro homem que estava na festa também interferiu na ordem da polícia, quando tentou livrar o vereador das mãos dos policiais, juntamente com outras pessoas que estavam no local. O vereador, segundo a PM, tentou sacar a pistola de um policial, mas não conseguiu devido à trava de segurança, porém danificou o porta-algemas da capa de colete do policial.

A situação se agravou e os policiais usaram balas de borracha. Mesmo assim, as pessoas não desistiram de tentar livrar o vereador das mãos dos policiais que ainda estavam tentando contê-lo. Durante o tumulto, o vereador conseguiu fechar os portões da garagem e os policiais recuaram.

Quando tentou ir até a delegacia, segundo a PM, o vereador acabou perseguido e preso em flagrante, junto com outro homem que estava na festa. Foi necessário fazer o uso de algemas nos acusados.

Os dois foram conduzidos à delegacia de Policia Civil da cidade de Teixeira, para que fossem tomadas as medidas cabíveis, mas foram liberados em seguida.

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias