Quarta, 27 de Outubro de 2021
83 9-8166-7186
Política atentado à liberdade

Nilvan Ferreira diz que prisão de Roberto Jefferson é atentado à liberdade de expressão

Roberto Jefferson foi preso na manhã desta sexta-feira (13) pela Polícia Federal, após autorização do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

13/08/2021 18h16
43
Por: Ary Ramalho Fonte: ParlamentoPB
Foto Reprodução.
Foto Reprodução.

O presidente do PTB na Paraíba, Nilvan Ferreira, condenou a prisão do ex-deputado e presidente nacional do partido, Roberto Jefferson. Para Nilvan, a prisão de Jefferson é um atentado à liberdade de expressão e também ocorreu pelo político ser um dos maiores defensores de Jair Bolsonaro.

“Roberto Jeferson foi preso porque é hoje é hoje um dos maiores defensores do presidente Jair Bolsonaro. Sua prisão é um atentado à liberdade de expressão. A ordem é tirar Roberto do combate que ele estava fazendo”, declarou Nilvan.

Roberto Jefferson foi preso na manhã desta sexta-feira (13) pela Polícia Federal, após autorização do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

A ação ocorre no âmbito da investigação sobre suposta organização criminosa digital voltada a atacar as instituições a fim de abalar a democracia aberta pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, após o procurador-geral da República, Augusto Aras, pedir o arquivamento do inquéritos dos atos antidemocráticos.

Milícia digital
O inquérito que investiga a organização e o funcionamento de uma milícia digital voltada a ataques à democracia foi aberto em julho, por decisão de Moraes.

Nessa investigação, a PF apura indícios e provas que apontam para a existência de uma organização criminosa que teria agido com a finalidade de atentar contra o Estado democrático de direito.

O ex-deputado Roberto Jefferson foi o pivô do escândalo do mensalão, em 2005, envolvendo denúncias de pagamento em dinheiro a deputados da base de apoio do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva .

Em novembro de 2012, no julgamento do mensalão no STF, ele foi condenado a 7 anos e 14 dias de prisão, pelos crimes de lavagem de dinheiro e corrupção passiva.

Nos últimos anos, já sem mandato parlamentar, Jefferson se aproximou do presidente Jair Bolsonaro. Em suas redes sociais, começou a postar fotos com armas. O armamento da população é uma das principais causas do presidente.

 

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias