Segunda, 27 de Setembro de 2021
83 9-8166-7186
Geral durante escavações

Fóssil de Mastodonte é encontrado em Cacimba de Areia

Samuel, que é engenheiro civil, ligou pra a Universidade Estadual da Paraíba e entrou em contato com o professor Juvandi Santos, especialista em paleontologia com Pós doutorado em História e Arqueologia, que constatou que os fósseis podem ser de mastodonte.

13/09/2021 10h07
46
Por: Ary Ramalho Fonte: TV Contexto
Foto Reprodução.
Foto Reprodução.

Há pouco mais de 10 dias, Samuel Ferreira Montenegro, dono de uma propriedade em Cacimba de Areia no Sítio Serra Preta, ao fazer umas escavações encontrou ossos de animais. Samuel, que é engenheiro civil, ligou pra a Universidade Estadual da Paraíba e entrou em contato com o professor Juvandi Santos, especialista em paleontologia com Pós doutorado em História e Arqueologia, que constatou que os fósseis podem ser de mastodonte.

“Eu identifiquei que eram fósseis pela semelhança com dentes e tinha um tamanho desproporcional, muito maior do que os animais da região”, disse o engenheiro, que contou como percebeu a existência dos ossos.

“A gente acredita que o fóssil deva ter entre 12 mil há 8 mil anos aproximadamente. É justamente o período de tempo que esses animais foram extintos na nossa região. São fragmentos do mastodonte, um primo longe dos elefantes africanos e asiáticos”, explicou.

Juvandi informou que recebeu um comunicado do professor Edivan, diretor do Campus 5 da UEPB em Catolé do Rocha informando do achado desses fósseis.

“Conversei com Samuel há mais ou menos dez dias. Hoje tive a oportunidade de verificar o local. Trata-se de um tanque natural, então fotografamos o local e começamos a conversar sobre um projeto, que será encaminhado à Agência Nacional de Mineração, para conseguir a autorização”.

Ainda conforme o especialista, restam procedimentos a fazer antes que o material possa ser exposto para a população:

“O segundo passo é tentar um convênio com a prefeitura, para que eles nos ajudem a realizar o salvamento do material. Todo material arqueológico vai para Campina, para o único laboratório de Arqueologia e Paleontologia da Paraíba. O interessante é que ele volte para o município para aumentar o turismo local”.

De acordo com o doutor, cidades próximas podem apresentar vestígios dessa época paleontológica e possibilidades de novos estudos estão sendo conversadas com os governantes: “O prefeito de Quixaba também se mostrou muito interessado em um convênio, para realizar estudos e montar um pequeno museu”.

Quanto à permissão para escavações e estudos na propriedade do Sítio Serra Preta, o dono se mostrou interessado em ajudar: “Eu permito que façam escavações, pode vir uma equipe da universidade, através de um convênio”, disse Samuel. para baixo para aumentar ou diminuir o volume.

 
Sobre o município
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias