Quarta, 26 de Janeiro de 2022
83 9-8166-7186
Geral alô saúde

Paraíba implanta atendimento médico telefônico para orientações sobre sintomas gripais

O interessado deve ligar para o número (83) 3211-9844 para ser atendido por médicos que tirarão todas as dúvidas e darão as orientações sobre as condutas necessárias ou qual serviço de saúde que deverá ser procurado, se for o caso. O serviço poderá ser acessado de qualquer localidade.

06/01/2022 08h15 Atualizada há 3 semanas
Por: Ary Ramalho Fonte: Secom-PB
Reprodução
Reprodução

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) vai disponibilizar, a partir desta quinta-feira (6), uma central de atendimento para tirar dúvidas sobre síndrome gripal, considerando os cenários de pandemia de covid-19 e epidemia de gripe. Trata-se do ‘Alô Saúde’, que vai funcionar de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

O interessado deve ligar para o número (83) 3211-9844 para ser atendido por médicos que tirarão todas as dúvidas e darão as orientações sobre as condutas necessárias ou qual serviço de saúde que deverá ser procurado, se for o caso. O serviço poderá ser acessado de qualquer localidade.

O objetivo da estratégia ‘Alô Saúde’ é tirar dúvidas relacionadas às doenças que apresentem sintomas gripais e evitar que a população se dirija aos serviços de referência em busca dessas orientações. Assim, os usuários poderão ter as informações necessárias em casa e a procura por atendimento médico presencial será indicada apenas para os casos de maior risco ou mais graves, evitando as longas filas de espera e aglomerações nos serviços de saúde.

Na Paraíba, do mês de dezembro até o momento, foram processadas 458 amostras para Influenza, das quais apenas 68 foram detectáveis. Dos casos confirmados, 59 são do subtipo H3N2, conforme detalha o Boletim Epidemiológico nº 01 de Influenza A – H3N2. Isso confirma que o número de casos de influenza ainda é pequeno em relação aos de gripe e resfriados comuns. Com o Alô Saúde, haverá um filtro em relação aos usuários que comparecem aos serviços de atendimento sem nenhuma orientação anterior. Nas unidades de saúde, o protocolo é realizar primeiro a testagem para covid-19 e, se descartada a suspeita, realizar a investigação para influenza. 

O diretor da Escola de Saúde Pública da Paraíba (ESP), Felipe Proenço, explica que o serviço chega para agregar esforços neste momento onde há uma grande circulação de pelo menos dois vírus que causam doenças respiratórias. “Os médicos farão esclarecimento das dúvidas e avaliação dos sintomas, encaminhando, quando necessário, ao serviço de saúde adequado. Isso é de grande valia em um momento onde as salas de espera estão cheias de pacientes que deveriam ter sido orientados facilmente através de uma ligação telefônica e poderiam estar em casa se recuperando”.

 

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias