Banner Inecardio
Crise no Jardim

Estela engrossa o coro e defende permanência apenas dos “girassóis raiz” no PSB paraibano

Os recados estão cada vez mais cristalino

Anderson Soares

Anderson SoaresUm olho diferenciado para a Política

25/07/2019 16h15
Por: Ary Ramalho
Fonte: Anderson Soares
28
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Os recados estão cada vez mais cristalino. É mais que evidente a divisão no PSB paraibano entre a ala dos “girassóis raiz”, aqueles mais antenados com as orientações do ex-governador Ricardo Coutinho e o grupo tido como rebelde, ingrato ou os mais alinhado com o governador João Azevêdo, a exemplo do presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino e a deputada estadual, Pollyana Dutra.

O incômodo com os aliados de João é cada vez mais evidente. O primeiro a dar o recado foi o próprio líder dos “girassóis raiz”, Ricardo, quando demonstrou, publicamente, irritação com o G-10, grupo liderado pelo “rebelde” Galdino. Depois foi a vez do deputado federal Gervásio Maia. Ele convidou os “desalinhados com o projeto” de Ricardo a deixarem o partido.

Agora, é a vez da deputada Estela reforçar o discurso e mandar mais um recado. “Eu espero que o PSB, que governa a Paraíba e elegeu oito deputados continua a ser grande. Também acho que os deputados que não tiverem a ideologia socialista devem ficar à vontade (deixar o partido). Esse é o momento de depuração”, disse a parlamentar à Rádio CBN.

O ex-governador está, profundamente, insatisfeito com a postura de João Azevêdo. Ricardo esperava um posicionamento mais subserviente do atual governador, pois faz questão de reafirmar que foi ele quem presenteou João com o mandato, mas Azevêdo tenta se desvencilhar da imagem do ex, sobretudo, para não respingar em seu governos as marcas da Operação Calvário. O distanciamento é público e notório, embora ainda que, publicamente, tentem manter as aparências.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários